quinta-feira, 18 de junho de 2009

"Como viveremos"?


Era uma vez um mundo cheio de injustiças. Neste mundo habitava um povo que havia sido escolhido para ser destaque entre todos os povos. Ele foi chamado para ser modelo, mas estava terrivelmente dominado pela mesma maldade que havia em todos os outros povos. Neste povo havia um homem desesperado por causa do mal que acometera seu povo. Ele olhava ao seu redor e via muita miséria, injustiça social, imoralidade e muitos religiosos falsos que os oprimiam.

Este homem entrou num verdadeiro dilema. O seu Deus havia escolhido seu povo para ser uma grande nação e trazer o Grande Salvador ao mundo. No entanto o estado de seu povo o levou a uma crise profunda quanto às promessas de seu Deus. Ele buscou a Deus para obter respostas, mas estas respostas o deixaram mais alarmado. Desesperado e ainda sem entender os propósitos do seu Deus, este homem subiu em sua “torre de vigia” para aguardar de Deus a reposta ao seu grande dilema. A resposta de Deus – “o justo viverá pela sua fé”.

Este homem se chamava Habacuque. Depois de tantos anos, o que Habacuque tem a ver com você e eu? O simples fato de que o mundo e a realidade em que vivia são a mesma realidade e mundo em que vivemos. O que significa que seus dilemas também são nossos dilemas. E mais, sua reposta também é a nossa resposta.

Quando olhamos para a igreja de nossos dias vemos muitos motivos para “jogarmos a toalha”. É tanta meninice, tanta “macaquice” que às vezes dá vontade de chorar. Da vontade de levantar a voz a Deus e perguntar – Porque Senhor? Será que isso nunca vai acabar? Até quando vamos suportar os que em Teu nome praticam abominações?

No entanto a voz de Deus ressoa através das Escrituras: “O justo viverá pela sua fé” (Hc 2.4). “O justo se manterá vivo por intermédio de sua fé”. “O justo viverá enquanto se mantiver fiel”. Estas são outras possíveis traduções, mas todas com o mesmo sentido – a nossa vida só pode ser vida, se mantida em viva esperança de que Deus está no controle de todas as coisas, e por isso, tudo vai chegar ao lugar que determinou que chegasse.

Isso é viver pela fé. É esperar contra esperança. É olhar ao redor e não ver nenhuma possibilidade de solução, mas crer que ela vem. É ter a certeza absoluta e inabalável que o Deus em que cremos não pode mentir. É esperar convictamente em Sua providencia. É entender que não há limites para o Seu poder e que “para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas” (Lc 1.37).


Como viveremos?


Somos chamados por Deus a viver pela fé. Mas sua fé... onde está? Se ela está firmada neste mundo eu sinto muito, mas você não tem esperança. No entanto se o que te sustenta é a fé verdadeira no Soberano e Onipotente Deus, então eu te convido a viver em fidelidade às Escrituras. Te convido a erguermos nossas vozes em um grande e alegre coro:

“Ainda que figueira não floresça, nem haja fruto na vide (...) todavia eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação!” (Hc 3.17,18).

Marcelo Batista Dias

2 comentários:

Danilo Fernandes disse...

Oi Marcelo

O seu dia de Asafe está programado lá no Genizah!

Abração!

Danilo

Marcelo Batista Dias disse...

Ôpa...
Tamo aí... dia de Asafe é o q não...
Abração Danilo.

Bíblia On Line